Engel & Völkers Parceiro licenciado Sintra > Blog > De dançarino profissional a agente imobiliário profissional – em conversa com Oliver Tienken

De dançarino profissional a agente imobiliário profissional – em conversa com Oliver Tienken

Dançarino profissional célebre, modelo internacional, juiz de programas de casting – Oliver Tienken já teve muitos marcos impressionantes na carreira ao longo da sua vida. Agora, com 39 anos, vê-se como um agente imobiliário numa área completamente nova para ele. Numa entrevista, o Sr. Tienken explica por que se sente atraído pelo setor imobiliário e por que apenas consideraria a Engel & Völkers como sua entidade empregadora: 

 Sintra
- Em conversa com o dançarino profissional Oliver Tienken: porque é que, aos 39 anos, está agora a tornar-se um agente imobiliário e quer conquistar o setor?

Olá Sr. Tienken, conte-nos o que fazia antes de ir para a Engel & Völkers.

O.T.: Falar sobre a minha carreira não é assim tão fácil, porque já fiz muitas coisas diferentes. Quando jovem, dancei muito durante o ensino secundário e o serviço militar, tornei-me campeão alemão, campeão europeu e, finalmente, até campeão mundial. Com base nisso, naturalmente adquiri todos os tipos de licenças para trabalhar como juiz e instrutor. Durante muitos anos, trabalhei até mesmo em escolas de dança.

O senhor é conhecido também de vários programas de televisão como Curvy Supermodel, Das perfekte Dinner ou Promi Shopping Queen. Como é que se deu esta entrada no mundo do entretenimento? 

O.T.: Isso foi em 2003. Naquela época, participei num programa de casting chamado Star Search, apresentado por Kai Pflaume. Um amigo meu inscreveu-me no programa porque eu estava cronicamente falido como dançarino – afinal de contas, eu precisava sempre de roupas novas para os torneios e tinha de viajar pelo mundo para participar em competições. No final, tive mais sorte do que discernimento e fiquei em primeiro lugar. 

Depois disso, porém, quis expandir o meu portfólio e, por isso, estudei gestão desportiva para poder combinar a minha paixão pela dança com o conhecimento profissional. O programa em que participei a seguir foi Let's Dance com Brigitte Nielsen. Além das aulas de dança e das minhas aparições em vários programas de televisão, também trabalhei como modelo para uma agência aqui em Hamburgo. Em algum momento, no entanto, tive a sensação de que isso não me preenchia.

Como descobriu a Engel & Völkers?

O.T.: Recentemente estive à frente de uma escola de dança onde fui o diretor administrativo. Um dia, deparei-me com a opção de comprar a escola porque o dono estava muito velho. No entanto, isso estava fora de questão para mim. Durante esse período, estudei todas as ofertas de emprego da Engel & Völkers por mais de quatro anos. Eu conhecia a empresa como muitas outras. Nunca tive a coragem de me candidatar, porque achava que não tinha base nenhuma para ganhar uma posição neste ramo e tinha medo de falhar miseravelmente.  

Então, porque finalmente se candidatou?

O.T.: Isso veio do programa de televisão Curvy Supermodel, onde eu pertencia ao júri. Aí, sempre disse aos participantes que os sonhos e objetivos devem ser perseguidos, até que finalmente percebi que eu próprio não estava a fazer isso. Durante anos eu costumava saltar de emprego em emprego e simplesmente não ousava fazer muitas coisas. Eu sempre quis trabalhar numa empresa conhecida mundialmente, para que eu não fosse apenas visto como aquele "rapaz da televisão", mas também como um homem de negócios sério. De qualquer forma, o Curvy Supermodel como que me pôs em frente ao espelho, o que me deu a coragem para me candidatar. 

Existem algumas empresas globais em Hamburgo – porquê exatamente a Engel & Völkers?

O.T.: Tive muitos empregos de grande qualidade na minha carreira. Financeiramente, muitas vezes era como um passeio colina acima e colina abaixo, às vezes eu ganhava mais e às vezes menos dinheiro. De qualquer forma, ficou claro que, se eu me candidatasse novamente e iniciasse algo completamente novo, isso só poderá ser feito no primeiro endereço. Por isso, escrevi apenas uma candidatura e foi a da Engel & Völkers. Vi que existe aqui uma Academy, onde se pode obter formação contínua e estar preparado para o trabalho. Então ficou claro para mim desde o início: aqui ou em lugar nenhum.  

De onde vem esse fascínio por imóveis?

O.T.: Eu venho do campo e cresci numa quinta. Os meus avós e também os meus pais – estes em tempo parcial – eram agricultores até o meu pai ter feito uma mudança profissional. Como resultado, a quinta dos meus avós foi vendida e os meus pais construíram uma nova casa. E isso fascinou-me enquanto criança de 10 anos, ver como funciona a venda de uma casa, como ficamos orgulhosos quando construímos uma nova casa, pedra por pedra, e coisas do género. Mais tarde, no meu primeiro apartamento alugado, considerei com frequência se não fazia mais sentido comprar o apartamento ou não. Até hoje, sou alguém que sempre pesquisa nos portais da Internet para ver o que está a acontecer no mercado imobiliário, porque eu gosto. 

Existem valores empíricos do mundo do entretenimento que o beneficiam na intermediação?

O.T.: Na verdade, relações públicas, conversas frequentes e abordagens, que fazem parte do mundo do entretenimento, eliminam muitos obstáculos no que diz respeito à intermediação. Acho que posso estar mais confiante em situações novas e desconhecidas para mim. Felizmente, não se percebe tanto se estou nervoso. Consigo simplesmente “desligar” nesses momentos. E faço isso muito bem. 

As redes sociais são uma parte importante do trabalho no mundo do entretenimento. Como é no setor imobiliário? 

O.T.: É bom partilhar coisas com os seguidores – quer seja sobre desporto, nutrição ou a minha vida quotidiana. Recebo sempre muitas perguntas e comentários. Em relação ao meu trabalho como agente imobiliário, posso imaginar que será muito importante usar as redes sociais no futuro. Acredito que se pode inspirar e conquistar as pessoas para algo. Afinal, pessoas do meu círculo particular de amigos vieram até mim porque estavam à procura de um espaço comercial, por exemplo. 

O seu perfil do Instagram tem uma linha visual clara. Como decide o que publicar?

O.T.: Na verdade é apenas uma coincidência. Eu realmente não penso em que fotos publico, quando e como. É claro que tenho sorte de conhecer muitos fotógrafos e, portanto, com frequência ter material profissional. 

Instrutor de dança, agente imobiliário e podcaster – como é que gere tudo isso?

O.T.: Na verdade – exceto às segundas-feiras – ainda vou à minha escola de dança todas as noites depois de trabalhar na Engel & Völkers. Também passo seis horas lá todos os fins de semana. Durante a semana, volto para casa por volta da meia-noite. Irei trabalhar nestes dois ramos apenas até abril, após o que me dedicarei inteiramente às minhas funções na Engel & Völkers. 

Boa sorte!

Contacte-nos já
Engel & Völkers
Parceiro licenciado Sintra
  • Largo Afonso de Albuquerque, 5/6
    2710-519 Sintra
    Portugal
  • Fax: +351 21 600 90 60

Segundas a Sextas 9h30 - 18h30

Sábados 10h00 - 14h00

Domingos fechado

Conhecemos o valor de mercado do seu imóvel

Sabe qual é o valor atual do seu imóvel? Quer se queira apenas informar, antes de mais, sobre o seu valor de mercado atual ou deseje vender o seu imóvel nas melhores condições possíveis: os nossos especialistas de comercialização experientes estão ao seu dispor, de bom grado, para uma avaliação gratuita e sem compromissos do valor.

Siga-nos nas redes sociais