Engel & Völkers Parceiro licenciado Sintra > Blog > O estilo e a filosofia de design de Le Corbusier

O estilo e a filosofia de design de Le Corbusier

Le Corbusier consta entre as figuras mais influentes na arquitetura moderna e é, talvez um dos que mais divide a opinião das pessoas. Já foi elogiado pela qualidade escultural dos seus espaços de habitação livres de formas e criticado por preparar o palco para os blocos de habitação social em betão lançados nos anos pós-guerra. No entanto, como é que um arquiteto autodidata de uma pequena cidade suíça causou tanto impacto, e porque é que ainda é relevante?


O início de Corbusier

Filho de um entalhador de relógios e uma professora de música, nascido em La Chaux-de-Fonds, Charles-Edouard Jeanneret estudou primeiro artes decorativas, envolvendo-se na arquitetura apenas graças à orientação de um dos seus tutores. Após concluir os estudos, viajou pela Europa numa viagem de formação. No Mediterrâneo, absorveu as proporções clássicas da arquitetura renascentista. Em Viena e Munique, estudou o florescente cenário das artes decorativas. Na França, aprendeu sobre a construção com betão armado do pioneiro Auguste Perret. Então, em 1920, depois de uma longa aprendizagem, Jeanneret redescobriu-se como Le Corbusier e começou a estabelecer o seu estilo a sério.

A filosofia de design de Le Corbusier

Juntamente com Mies van der Rohe e Walter Gropius, Le Corbusier foi fundamental na criação do Estilo Internacional. Este foi um movimento definido por formas retilíneas, interiores abertos e estruturas "sem peso". Le Corbusier expôs estes princípios nos seus cinco princípios da nova arquitetura, publicados em 1927. Ele defendeu:

  • O Pilotis – uma rede de colunas para substituir as paredes de suporte de carga, permitindo que os arquitetos façam mais uso do espaço de piso.

  • Plantas baixas livres – espaços de habitação flexíveis que poderiam adaptar-se a estilos de vida em mudança, graças à ausência de paredes estruturais.

  • Jardins no telhado – um telhado plano coberto de vegetação, que mantém a humidade consistente e regula a temperatura.

  • Janelas horizontais – cortadas através de paredes não estruturais, estas faixas proporcionam vistas panorâmicas e luminosas.

  • Fachadas livres – secções abertas e fechadas que permitem que a fachada una ou separe ativamente elementos de design internos e externos.

Claramente, a filosofia de Le Corbusier era tanto sobre a função quanto sobre a forma. Muito do seu trabalho centrava-se em como a boa arquitetura também pode afetar as paisagens sociais. Os seus princípios de "Unité d'Habitation" delinearam a sua visão: grandes blocos de apartamentos que ofereciam moradia espaçosa, espaços sociais sombreados, jardins no telhado, ruas comerciais e outras comodidades. Estas seriam casas para as massas, não apenas para habitar, mas para viver de verdade.

O trabalho e a influência de Le Corbusier

Estes princípios de design foram realizados em designs incríveis que combinam forma e função com a verdadeira elegância. A sua Villa Savoye de 1931 em Poissy, por exemplo, cumpre plenamente os seus cinco princípios e definiu a vida de luxo durante grande parte do final do século XX. Os seus trabalhos posteriores mais orgânicos, como Notre Dame du Haut, continuaram a influenciar arquitetos de vanguarda no século XXI, incluindo Zaha Hadid.

A visão de Le Corbusier para uma melhor qualidade da habitação social foi em grande parte não cumprida. O Cité Radieuse em Marselha, construído em 1952, é um dos poucos edifícios que se aproxima do seu conceito de unité d'habitation. Em vez disso, a habitação social cresceu para significar blocos de betão com espaços interiores pequenos e nenhuma comodidade, facto que serviu apenas para diminuir a reputação de Le Corbusier em alguns círculos. Contudo, há uma coisa que não pode ser negada: a força e o âmbito da visão de Le Corbusier permanecem inigualáveis, com poucos arquitetos a chegarem perto da sua unificação de design, estilo de vida e função social.

Contacte-nos já
Engel & Völkers
Parceiro licenciado Sintra
  • Largo Afonso de Albuquerque, 5/6
    2710-519 Sintra
    Portugal
  • Fax: +351 21 600 90 60

Segundas a Sextas 9h30 - 18h30

Sábados 10h00 - 14h00

Domingos fechado

Conhecemos o valor de mercado do seu imóvel

Sabe qual é o valor atual do seu imóvel? Quer se queira apenas informar, antes de mais, sobre o seu valor de mercado atual ou deseje vender o seu imóvel nas melhores condições possíveis: os nossos especialistas de comercialização experientes estão ao seu dispor, de bom grado, para uma avaliação gratuita e sem compromissos do valor.

Siga-nos nas redes sociais