Esta página de internet utiliza cookies. Ao continuar navegando pela página, aceita a utilização das nossas cookies.
X
Quer obter o melhor preço para o seu imóvel?

Engel & Völkers está oferecendo a você a ter o valor de mercado atual da sua propriedade determinado pelos nossos especialistas, gratuitamente. Por favor, preencha o formulário e entraremos em contato consigo em breve.

 

Privacy Policy

Inscreva-se na nossa newsletter e seja o primeiro em receber as nossas novas propriedades!

Descubra propriedades interessantes do nosso portfólio e obtenha mais informações sobre os nossos serviços e o fascinante mundo da Engel & Völkers.

Privacy Policy

Venda célere de casas reforça a tendência positiva do mercado imobiliário

Os dados lançados pela Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP) relativamente ao último mês de 2017 salientam o crescimento do mercado imobiliário e, em particular, do sector residencial. Entre os principais resultados deste estudo está à forma como as habitações transaccionadas são, na sua maioria, vendidas com rapidez, sendo que, estatisticamente, 4 em cada 5 casas levam menos de 6 meses a serem vendidas.

A venda célere das casas foi, para o barómetro desta associação, um indicador claro da melhoria do mercado de mediação imobiliária, mostrando a forma como este se encontra em expansão. Segundo os dados lançados pelo mais recente estudo da APEMIP, mais de 80% das habitações comercializadas em 2017 foram transaccionadas num período inferior a meio ano.

Segundo o presidente da APEMIP, Luís Lima, a celeridade da venda dos imóveis é um dos pontos cujo destaque mais se justifica, já que, se recuarmos no cenário nacional das transações imobiliárias em apenas dois ou três anos, nos deparamos com um cenário no qual a venda dos imóveis de carteira chegava a levar dois anos.

No que diz respeito à tipologia das habitações adquiridas no período em análise, verificamos que existe, no mercado nacional, uma preferência para as casas com menor número de assoalhadas, sendo que 61% dos imóveis comercializados nesse período se enquadravam na tipologia T1 ou T2. Este tipo de tipologia era diretamente seguido pelos imóveis de tipologia T3, que constituíram 31% das vendas realizadas. Segundo a APEMIP, estes indicadores são particularmente relevantes já que permitem ao mercado imobiliário compreender melhor as necessidades das famílias lusas, podendo revelar-se de extrema importância para futuros investimentos de construção.

Sintra - pexels-photo-618613.jpeg

Os números apresentados pela APEMIP podem ser justificados perante resultados tão positivos como o crescimento de 36,5% experienciado pela imobiliária de luxo Engel & Völkers Iberia. No ano de 2017, a Engel & Völkers foi responsável pela intermediação de inúmeros imóveis na Península Ibérica (Portugal, Espanha e Andorra), tendo retirado, destas transações, quase 2 mil milhões de euros, com um preço médio de 660 mil euros por habitação.

Esta empresa alemã de mediação imobiliária tinha alcançado, em 2016, 1425 milhões de euros nas suas transações e ascendeu, em 2017, aos 1945 milhões de euros; números que anunciam o referido crescimento de 36,5%. Mundialmente, esta empresa conquistou, também, novos recordes, tendo expandido o seu espetro de ação e, como revela o CEO da empresa, Christian Völkers, remarcado a sua posição no mercado imobiliário internacional.

Este crescimento, em parte relacionado com a melhoria económica global e com a tendência crescente para o investimento por parte dos estrangeiros, foi ainda promovido pelo aumento da faturação da empresa, que lhe permitiu um investimento maior, na abertura de novos espaços, no impulsionar da divisão de marketing e na aposta num maior e mais competente núcleo de recursos humanos.

No que a isto diz respeito, é de salientar a integração de mais de mil novos consultores imobiliários e na forte presença de Engel & Völkers em 8 centenas de localizações ao redor do globo.

O retorno à construção é, também, visto com bons olhos pela APEMIP, devido a vários fatores. Além de permitir uma gama mais vasta de escolhas para os consumidores, esta construção viria criar um novo espaço de comercialização, dinamizar a banca (nomeadamente devido aos créditos de habitação) e também reduzir os números do desemprego ao trazer as empresas de construção de volta à atividade.

Apesar das dificuldades associadas à falta de oferta de imóveis nos pontos mais populosos de Portugal, a verdade é que a tendência positiva não parece ter fim à vista, esperando-se que o mercado se mantenha em expansão e que novas construções venham dar resposta às necessidades sentidas nestes centros nacionais.


Contacte-nos já

Engel & Völkers Sintra
E-mail
Para trás
Contacto
Insira a sua informação de contacto aqui
Agradecemos o interesse demonstrado. Iremos entrar em contacto consigo imediatamente.

A sua equipa Engel & Völkers
Saudação
  • Sr.
  • Sra.

Privacy Policy

Enviar

Conhecemos o valor de mercado do seu imóvel

Sabe qual é o valor atual do seu imóvel? Quer se queira apenas informar, antes de mais, sobre o seu valor de mercado atual ou deseje vender o seu imóvel nas melhores condições possíveis: os nossos especialistas de comercialização experientes estão ao seu dispor, de bom grado, para uma avaliação gratuita e sem compromissos do valor.
Avaliar
Para trás
Contacto
Insira a sua informação de contacto aqui
Agradecemos o interesse demonstrado. Iremos entrar em contacto consigo imediatamente.

A sua equipa Engel & Völkers
Saudação
  • Sr.
  • Sra.
Insira informações sobre o seu imóvel para que possamos processar o seu pedido o mais rapidamente possível

Privacy Policy

Enviar

Follow us on social media


Array
(
    [EUNDV] => Array
        (
            [67d842e2b887a402186a2820b1713d693dd854a5_csrf_offer-form] => MTM5MjE5NzU3NkJ4d29xancwTDVhZWFIRzEycXAxcW9SdElHdVBqMTdV
            [67d842e2b887a402186a2820b1713d693dd854a5_csrf_contact-form] => MTM5MjE5NzU3NnlHcUR0Y2VlTXVPUndLMHZkMW9zMnRmRlgxaUcwaFVG
        )

)