Engel & Völkers Parceiro licenciado Portugal > Blog > Entrar no Ano Novo – aqui e noutros países

Entrar no Ano Novo – aqui e noutros países

O Advento chegou e, à medida que a expectativa pelo Natal aumenta, começamos a pensar em como poderíamos organizar a época festiva deste ano. O final do ano sempre foi um momento de olhar para trás, de ter lembranças maravilhosas e de ansiar pelo futuro. O Advento calha no período das "12 noites" – de 25 de dezembro até ao Dia dos Reis em 6 de janeiro – que costumava ser chamado de "Noites de Fumaça" porque se expulsavam os espíritos malignos com o fumo de ervas queimadas.

 Barcelona
- A passagem de ano e os seus costumes aqui e noutros países. Diferentes tradições, mas com desejos comuns. Leia mais sobre isso na nossa nova publicação no blog!

Antigos costumes e o seu caminho até à era moderna

Mais tarde, as forças das trevas não eram apenas fumigadas, pois já nos tempos das tribos germânicas pagãs, as pessoas tentavam expulsá-las com luz e barulho. A tradição dos fogos de artifício que são acesos na véspera de Ano Novo em muitos países desenvolveu-se a partir disso. Hoje já não se expulsam demônios na passagem de ano, pelo contrário, este tornou-se um momento de expressão da alegria da vida.

A contagem regressiva dos últimos sessenta segundos do ano, como se faz anualmente nos EUA, seguida da espetacular queima de fogos de artifício na Times Square, é conhecida em todo o mundo.

Os franceses dão a maior festa de Réveillon do país na sua magnífica avenida “Champs-Élysées” na capital Paris e à meia-noite desejam um "bonne année". Foguetes e fogos de artifício são proibidos, mas em alternativa, eles celebram a arte e a cultura com impressionantes exibições de luz no céunoturno.

Este desenvolvimento, que é bem-vindo no sentido da natureza, é o que se procura também noutros países. Na Alemanha e noutros países, fogos de artifício privados também são restritos. Portugal, por exemplo, organiza fogos de artifício municipais. Eles são visíveis de longe e também encantam as pessoas de longe.

Os portugueses também partilham um costume do sul da Europa com os seus vizinhos espanhóis. À meio-noite, come-se uma uva a cada toque do sino, para que todos os desejos se realizem no ano novo. "Uvas de la Suerte" é o que os espanhóis chamam às suas uvas da sorte. Para os portugueses são passas – assim a sorte é provavelmente mais agradável, porque as passas são um pouco mais fáceis de engolir quando toca o sino.

A importância das especialidades culinárias

Longe das cidades, na França rural, as pessoas são bastante tranquilas e contemplativas dentro das suas próprias quatro paredes. Os franceses valorizam os encontros sociais com a família e entes queridos. Eles dão as boas-vindas ao Ano Novo com champanhe e ostras e deliciam-se com os prazeres culinários.

Também na Alemanha, as pessoas gostam de se sentar ao redor de uma grande mesa com uma raclette ou um fondue e aproveitar o tempo juntas. No passado, fundia-se chumbo e faziam-se previsões sobre o futuro , com base nas figuras criadas. Hoje estas são substituídas por figuras de cera não prejudiciais. A carpa de Ano Novo tem uma longa tradição entre os pratos. Diz-se que ter uma brilhante escama prateada da carpa na carteira no Ano Novo traz uma sorte inesperada.

As diferenças nos pratos tradicionalmente preparados em diferentes países são interessantes. Os pratos vão desde os mais modestos, como a sopa de lentilhas e o chucrute nos Estados Unidos, até aos menus de estrelas na França.

Na Itália, as lentilhas são tradicionalmente servidas com uma robusta perna de porco. A importância das leguminosas segue o mesmo caminho em todos os países: elas são uma reminiscência das moedas e diz-se que prometem riqueza. Em Portugal também se faz provisões nesse sentido. Segura-se uma moeda firmemente na mão à meia-noite para uma futura prosperidade financeira.

Os italianos são conhecidos e amados pela sua alegria na vida e no amor. Portanto, não é de se admirar que os seus costumes e desejos girem em torno deste tema. Os casais colocam um anel de ouro nos copos para brindar ao Ano Novo. Diz-se que traz felicidade e bênçãos no amor. Aliás, nos países do sul da Europa faz-se o mesmo, incluindo os espanhóis com seus entes queridos.

Unidos, apesar das diferenças

A véspera de Ano Novo é celebrada com uma grande variedade de tradições. No entanto, na origem e no significado, elas são semelhantes. Porque, no fundo, temos desejos muito semelhantes para o Ano Novo. Não sabemos como serão as coisas e desejamos saúde e felicidade no futuro e que tudo dê certo.

O ano de 2020, em particular, mostrou-nos como as nossas conquistas, que acreditávamos seguras, podem tornar-se inseguras de um dia para o outro. As mudanças afetaram as vidas de todos nós. Contudo, também nos mostraram o que é realmente importante. Este ano, muitas pessoas passarão o Natal e o Ano Novo em casa com as suas famílias num ambiente mais íntimo. Desfrute especialmente desta união sabendo que ela não pode ser tida como garantida.

Assim sendo, desejamo-vos, queridos amigos, clientes e leitores do nosso blog, uma passagem de ano cheia de alegria, confiança e esperança e um Ano Novo saudável e feliz.


Contacte-nos já
Engel & Völkers
Parceiro licenciado Portugal

Conhecemos o valor de mercado do seu imóvel

Sabe qual é o valor atual do seu imóvel? Quer se queira apenas informar, antes de mais, sobre o seu valor de mercado atual ou deseje vender o seu imóvel nas melhores condições possíveis: os nossos especialistas de comercialização experientes estão ao seu dispor, de bom grado, para uma avaliação gratuita e sem compromissos do valor.

Siga-nos nas redes sociais